Total de visualizações de página

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Integração da BE nas práticas docentes


Esclarecimento de dúvidas 
1. Como faço para usar a biblioteca escolar?
 - Dialogo, no início do ano letivo, com o Coordenador da BE, e fico a saber como está organizada, que documentos tem, como me pode ser útil?
2. Porque é importante entender como está organizada a BE?
- Só assim posso fazer um Guia de Utilizador, sugerir recursos e orientar os meus alunos na procura da informação acerca de um tema ou nas diferentes sugestões de leitura?
3. O Guia do Utilizador é muito útil?
 - O Guia do Utilizador pode ajudar a aprender a organização de uma biblioteca ou de qualquer serviço de biblioteca. Dele devem constar as regras de uso da BE, e ainda a organização dos documentos?
4. Posso utilizar a Biblioteca em qualquer atividade e nas áreas curriculares?
- Sim, enquadrando-a na sua planificação ou ao sabor de uma necessidade ou de um prazer.
5. Como devo propor a articulação da BE com o currículo?
- Sugerindo projetos, atividades e recursos no contexto das áreas curriculares.
6. O que devo fazer para apresentar propostas aos colegas?
- Selecionar os conteúdos e organizar recursos para propor aos docentes aquando da elaboração das planificações mensais.
7. Que tipo de recursos oferece a BE?
 - A BE oferece recursos diversificados em diferentes formatos e on-line conforme o objetivo, posso utilizar os vários géneros da Literatura ou os livros informativos.
 8. Que relação posso estabelecer entre o manual escolar e os recursos da biblioteca?
 - Com um poema, posso abordar as Ciências ou a Matemática, com a ilustração posso introduzir a Arte ou, recorrendo aos livros informativos, possibilitar o acesso e o uso de informação específica.
9. Os Livros, os CDs, os DVDs e a Internet complementam o manual, podendo melhorar as práticas docentes e a aprendizagem?
- Na verdade a Biblioteca tem obras que abordam um manancial de temas.
10. O que podem os alunos fazer na BE se lá existe um universo de possibilidades de trabalho?
- Os espaços funcionais da BE permitem, desde logo, dividir a turma em pequenos grupos e usar a documentação ou realizar trabalhos em vários suportes e com recurso a equipamentos diversos.
10. Que vantagens tem o empréstimo domiciliário?
- O empréstimo domiciliário incentiva e desenvolve competências de leitura, contribuindo para o envolvimento dos encarregados de educação nesta tarefa.
PB: Cidália Teixeira

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Exposição/Concurso de maquetas - «Castelos» e «Barcos / instrumentos náuticos dos Descobrimentos»

Os alunos de 5º ano da escola Dr.Neves Júnior participaram com entusiasmo na exposição / concurso de maquetas, que decorreu na Biblioteca escolar, entre 5 e 9 de junho, com dois temas distintos: «Castelos» e «Barcos / instrumentos náuticos dos Descobrimentos», no âmbito da disciplina de História e Geografia de Portugal.

Destacou-se a qualidade e a criatividade dos trabalhos dos alunos, bem como o envolvimento das famílias.

Apurados os resultados da votação, os trabalhos vencedores foram elaborados pelos seguintes alunos:
1.º lugar - Pedro Gonçalves e Rafael Santos (5ºA);

2º lugar - Catarina Lopes e Inês Lopes (5ºB);

3º lugar - Rita Brito (5ºA)

Parabéns a todos os alunos participantes!









domingo, 11 de junho de 2017

Apresentação da obra: A Festa da Pinha

 
No passado dia 31 de maio esteve na nossa escola PEC o autor da obra "A Festa da Pinha". Este escritor, natural de Estoi, conta como e porquê se comemora o dia 2 de maio tão efusivamente aqui nesta Aldeia.
É uma tradição que vem de um passado remoto, em que os habitantes desta terra nunca esquecem. É portanto uma forma de agradecer à Virgem um pedido feito em momento de aflição. É uma festa que tem tanto de Religioso como de Pagã.
Não deixem de adquirir esta obra.
Obrigada Sr Luís Barriga por ter estado connosco e ter partilhado esta parte da história local.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Projeto: “Ler, Ouvir e Contar”

Turma 21 do 4º ano (EB1 de Estoi):
A Bibliotecária propõe um desafio ao grupo, que consiste em escrever um pequeno texto onde não conste determinada letra, escolhida aleatoriamente através do jogo do STOP.

 (Texto sem o “F”)
“O cavaleiro Perdido”
Num belo dia de sol um cavaleiro perdeu-se num labirinto. O pior é que nesse labirinto havia uma maldição.
Por isso o cavalo assustou-se e começou a galopar. O cavaleiro assustou-se e caiu do cavalo.
A maldição tinha sido concedida por uma bruxa má ao próprio labirinto pois nesse labirinto havia um tesouro que ela não queria que ele o encontrasse. Esse tesouro estava guardado havia muitos anos atrás de um rochedo.
O cavaleiro que tinha desmaiado, ao acordar travou uma grande luta com a Bruxa e venceu o bem sobre o mal.
Quando conseguiu encontrar o tesouro, dividi-o com os irmãos e ajudou os melhores amigos.

Autores: Joana, Matilde, Sara, Érica, Analisa e Beatriz.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Projeto: “Ler, Ouvir e Contar”



Turma 21 da (EB1 de Estoi):

A Bibliotecária propõe um desafio ao grupo, que consiste em escrever um pequeno texto onde não conste determinada letra, escolhida aleatoriamente através do jogo do STOP.

(Texto sem o “D”)
“A Festa do Rei” 
Era uma vez um rapaz de nome Tiago. Ele gostava muito de cavalos, era forte e o melhor militar do reino.

O Rei chamava-se Leo e chamou-o para uma batalha onde ele venceu os inimigos.

O Rei Leo quis que ele casasse com a sua filha, a Princesa Sara. O casamento foi no Castelo do Palácio Real. A festa foi muito bonita e levou uma semana em festa. Nessa festa havia, música, rap, muitos amigos, muita paparoca e muitas flores.

O Tiago e a Princesa Sara foram muito felizes e tiveram muitos filhos.

  
 Autores: Márcio, Lucas, Tiago, Gustavo e Leonardo